domingo, 26 de outubro de 2008

SIX FEET UNDER - À sete palmos


Terminei de assistir a segunda temporada. Os que acompanharam a série vão concordar que contém cenas que deveriam ser censuradas. No meu caso, assisti como quem tivesse assistindo "Branca de Neve e os Sete Anões", embora sabendo que as ocorrências não são contos de fada mas, acontece nas melhores famílias.
A maioria das pessoas têm medo de ver como são os humanos, porque temem em conhecer a si próprios, mal sabendo que é esse nosso maior desafio. Para esses digo: "bem vindo a raça humana" - isso aqui é o caos. Mas convenhamos que a série apela demais para o lado gay. Gostaria que os gays fossem mais discretos, que não se comportassem como se a vida se resumisse em sexo.
Faz bastante sentido o que um narrador diz aos 32 minutos do segundo capítulo da segunda temporada que ora digitalizo a seguir:
" A MENTIRA DO ROMANCE "
" De todas a mentiras com que nos deleitamos nesse mundo VICIADO em conforto,
nenhuma é mais insidiosa do que a mentira do romance. O conceito sedutor porém infantil, de que em ALGUM LUGAR vive alguém que nos completa em tudo. Alguém que nos faria plenos.
É lógico que essa ilusão, impede que nos sintamos plenos por nós mesmos. E faz com que desprezemos as nossas deficiências, nossas falhas, tudo aquilo que nos confere, a nossa humanidade. Nossa humanidade, sem a qual é claro, nada somos!"
Postar um comentário