sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Algumas despedidas Shakespearianas.

Depois de uma noite de amor na casa dos inimigos de sua familia, as palavras de despedida de Romeu e Julieta foram prementes:
"Preciso partir e viver, ou ficar e morrer."
"I must be gone and live, or stay and die."

E Romeu continuou dando adeus a Julieta dizendo:
"Boa noite! Boa noite! Partir é um sofrimento tão doce que direi boa noite até que chegue o dia."
"Goodnight, goodnight! Parting is such sweet sorrow. That I shall say goodnight till it be morrow."

Em Julio César, Brutus e Cassius não tinham certeza se a Batalha de Filipos seria uma questão de vida ou morte. Assim, de qualquer modo decidiram dizer adeus - só por precaução!
"Para sempre e para sempre, adeus, Cassius!
Se nos tornarmos a ver, ah, sorriremos!
Se não, ah, então, estas despedidas valerão."
"For ever, and for ever, farewell, Cassius!
If we do meet again, whiy we shall smille!
If not, why then, this parting was well made."
------O tempo mostrou que foi a decisão correta, ambos morreram.
(tirado do livro Cursos de Idioma Globo)
Existem frases que dão sentido para uma vida inteira,
eu gosto!
***
RECICLAR(VIVER) ou morrer, a escolha é nossa.
Nas enchentes as tubulações ficam entupidas e cada vivente aponta a culpa para o vizinho!

Momento de descontração. BRITISH HUMOUR

Spike Milligan foi um grande escritor de humor completamente maluco.
Tipo:
"Não tão alto, seu idiota, lembre que até as pessoas tem ouvidos!"
"Not so loud, you fool, remember, even people have ears!
--
"O assoalho fora colocado de maneira tão inteligente que, onde quer que você ficasse, ele estava sempre sob seus pés."
"The floor was so cunningly laid that no matter where you stood it was always under your feet."
---
"Para poupar energia(física), andávamos deitados e só ficávamos em pé para dormir."
"To conserve energy we marched iying down and only stood up to sleep."
***
RECICLAR - Obrigação do Consumidor e Direito da TERRA.

domingo, 26 de outubro de 2008

MINDWALK


Terminando de assistir MINDWALK - "Ponto de Mutação", fui escovar os dentes
para ir dormir, tal qual as criancinhas e os adultos.
Enquanto escovava os dentes,
fiquei pensando no porquê estava fazendo aquilo.
Oras, estava tentando combater as bactérias "vivas" que atacam os dentes.
Comecei a fazer minha viagem interior durante a escovação,
mas dessa vez fui
um pouco mais além...
tentando descobrir o que esses seres vivos pretendiam
com meus dentes.
EUREKA! Descobri! Elas estão lá para se alimentar,
e pasma descobri que elas não preservam o meio em que vive,
ou seja, agem como os humanos.
Nós humanos somos para o planeta o que as bactérias são para os dentes.
Vejamos:
-Elas eliminam a camada de proteção do dente,
vão destruindo tudo ao seu redor até a morte do dente.
É isso que elas fazem se não destruimos elas.
São assassinas suicidas, tal qual os humanos.
Para o planeta Terra não passamos de bactérias assassinas.
Quando a cárie do planeta for irreversível,
seremos eliminados.
(By Mar)

SIX FEET UNDER - À sete palmos


Terminei de assistir a segunda temporada. Os que acompanharam a série vão concordar que contém cenas que deveriam ser censuradas. No meu caso, assisti como quem tivesse assistindo "Branca de Neve e os Sete Anões", embora sabendo que as ocorrências não são contos de fada mas, acontece nas melhores famílias.
A maioria das pessoas têm medo de ver como são os humanos, porque temem em conhecer a si próprios, mal sabendo que é esse nosso maior desafio. Para esses digo: "bem vindo a raça humana" - isso aqui é o caos. Mas convenhamos que a série apela demais para o lado gay. Gostaria que os gays fossem mais discretos, que não se comportassem como se a vida se resumisse em sexo.
Faz bastante sentido o que um narrador diz aos 32 minutos do segundo capítulo da segunda temporada que ora digitalizo a seguir:
" A MENTIRA DO ROMANCE "
" De todas a mentiras com que nos deleitamos nesse mundo VICIADO em conforto,
nenhuma é mais insidiosa do que a mentira do romance. O conceito sedutor porém infantil, de que em ALGUM LUGAR vive alguém que nos completa em tudo. Alguém que nos faria plenos.
É lógico que essa ilusão, impede que nos sintamos plenos por nós mesmos. E faz com que desprezemos as nossas deficiências, nossas falhas, tudo aquilo que nos confere, a nossa humanidade. Nossa humanidade, sem a qual é claro, nada somos!"

sábado, 25 de outubro de 2008

Página 121 do Livro UM - O CLONE DE CRISTO:A TRILOGIA "À Sua Imagem" de James BeauSeigneur.

Na página 121 do livro temos:
***** - O vírus da gripe funciona como o da aids? -Decker perguntou. -De modo semelhante, mas o vírus da aids é um vírus reverso, devido à existência da enzima de transcrição reversa que converte o ramo de RNA em DNA. Há inúmeras outras diferenças também, mas elas não importam muito. Tudo o que eu precisava era de um transportador, ou seja, uma forma de trazer a informação genética desejada, as células T do indivíduo no seu sistema imunológico. Eu cheguei muito perto com a criação de um ramo de teste altamente regenerativo de segunda geração. É claro que, naquele instante, eu estava ainda experimentando isolar os ramos de DNA específicos nas células C que fossem necessários para inserir o vírus transportador. Ao continuar a minha pesquisa, ficou ainda mais claro para mim que o vírus da aids era o melhor meio para se usar como transportador e eu, um pouco duvidoso ainda, redirecionei os meus estudos nessa direção. Foi´aí que o meu trabalho realmente começou a progredir. Pense sobre isso, Decker, há quinze anos parecia que a aids seria tão horrível como a peste negra e agora, dentro da próxima década, já poderá ser combinada com a célula C - poderá ser a fonte virtual de imortalidade!
(by James BeauSeigneur)
------
Agora, minha opinião do livro: -O livro me surpreendeu no sentido de o autor ter criado otimismo na figura do retorno de Jesus Cristo (se houvesse). Existem certas coisas que só a política explica, e uma delas é a chamada "guerra santa". Nesse planeta se culpa Deus por tudo enquanto os verdadeiros criminosos são os que colhem o fruto plantado em cima da desgraça.
-Uma coisa que aprendi na vida é jamais envolver o Criador nos resultados obtidos por escolhas seja lá de quem quer que seja, intitulado vivente desse planeta. Colhemos os futos dos corruptos e dos covardes, infelizmente.
(by Mar)

sábado, 4 de outubro de 2008

O Segredo de BEETHOVEN -lançamento 22/12/2006


Dou a maior nota para o filme. Ed Harris e Diane Kruger fizeram a perfeição no filme.
Aos 55 minutos, explode a Nona Sinfonia de Beethoven, louvada pela platéia, graças ao anjo Anne enviado por Deus à Terra para dirigir Beethoven no comando da orquestra.
****
"O silêncio é a chave. O silêncio entre as notas, quando este silêncio te envolver, então tua alma poderá cantar" -Dizia Beethoven à Anne Holtz.
- - - -
No leito de morte, Beethoven ditou à sua assistente Anne sua última música ofertada a Deus:
Tempo de entrada "Molto Adágio" "Solto Vocce"
-Primeiro violino, notas: Dó central até Lá, Sol até Dó uma vez, Fá.
-Segundo violino: Parte dois. Dó baixo até Lá, nota dupla Mi, Sol, Dó.
-Faça a escala. -Dois será melhor.
É prá Ele (fala Anne) -Sim, para Deus responde Beethoven. -"Por ter me poupado, para que eu pudesse terminar minha obra."
...depois do "Pianíssimo", tudo se acalma... o primeiro violino vai a frente.
Viola, Dó até Lá, lentamente, ganhando força.
-Segundo violino Dó até Lá... (não tão alto diz Anne) -(sim, responde Beethoven).
Então a disputa, o primeiro violino em Dó escala acima, e depois até Sol. E o violoncelo -baixo! -Bem baixo e se arrastando. Meias-notas. Fá, mi, Ré se arrastando. Constantemente baixo. E então uma vez, uma única voz frágil emerge. Lamentando, acima da escala. Essa disputa é contínua... movendo acima da superfície....
-(devo anotar? pergunta Anne) -Sim responde Beethoven.
O primerio violino se alonga... sangrando para Deus. E então... Deus responde! As nuvens se abrem. Mãos de amor alcançam o chão e crescem em fronte a ele.
Os violoncelos continuam baixo. Mas outra voz eleva-se... por um instante. E quando te alcança, você pode viver para sempre.
A Terra não existe.
O tempo é sem tempo.
E a mão que te ergueu, acaricia sua face, e a molda na face de Deus.
E você é único - você é paz!
E finalmente.... livre.
----- Foi sua última obra, e escrita para Deus.
Últimas palavras de Beethoven, quando Anne conseguiu chegar a tempo antes do momento derradeiro.
-Estava esperando você(Beethoven)
- "A Fuga" maestro, eu a ouvi do jeito que você a fez.(Anne)
-Espero que você a coloque em ordem (diz Beethoven) .. ofegante.
-Rudy chame o médico (grita Anne)
Últimas palavras de Beethoven)-"A tempestade. Eu ouço a tempestade. Ela está vindo por minha causa (a tempestade cai) -Nós fizemos, não fizemos? -sim, responde Anne. Beethoven diz: É de manhã. (e se foi)
Ludwing Van Beethoven (16/12/1770 a 26/03/1827.
Em 1796 aos 26 anos começou a ter problemas de audição. Em 1806, 10 anos depois, que revelou o problema, em uma frase anotada nos esboços do Quarteto no. 9: "Não guardes mais o segredo de tua surdez, nem mesmo em tua arte!".
Seus últimos quartetos, incluindo a revolucionária "GROSS FUGUE", tornou-se inspiração para as gerações de futuros compositores.
- - - - digitalização de parte do filme.
Beethoven assim como Einstein, foram considerados hereges por não terem uma religião específica. Mas, sabemos que ambos tocaram na alma de Deus, porque O buscaram durante toda as suas vidas.
**
- - PRESERVAI OS RIOS E OS MARES. -ÁGUA, GARANTIA ÚNICA DE VIDA NA TERRA. - -