segunda-feira, 17 de novembro de 2014

S / Câncer de mama -Filme UNIDAS PELA VIDA (tit.original DECODING ANIE PARKER)

“My life was a comedy. I just had to learn to laugh” (Anie Parker)
“Minha vida era uma comédia. Eu só precisava aprender a rir.”

Um filme baseado em fatos.  Duas guerreiras pela vida, de um lado Anie Parker cujo histórico familiar foi marcado pelo câncer de mama e do outro a já consagrada Dra.Mary-Claire King.
Há grandes mistérios por aí, estranhos e mágicos, escondidos em códigos. Já parou para pensar que se você soubesse esses códigos iria mudar seu futuro? (Foi em cima dessa idéia que A Dra. Mary-Claire King lutou incansavelmente por anos seguidos para decodificar o gene do câncer de mama).
A morte sempre se esconde em algum lugar e se não tomarmos cuidado ela nos pega de surpresa. –Você já entrou no quarto da morte? –Não paro de pensar nela, ela nos persegue! –Aquele papo furado dos médicos quando eles dizem “tudo vai ficar bem” é usado como sedativo para as pessoas porque a maioria não aceita que a única coisa certa na vida é a morte.
O paciente com câncer tem pela frente o maior desafio de vida que alguém pode não querer. Se fosse para alguém escolher entre escalar o monte Everest ou enfrentar um câncer aos 30 anos ou mais ou menos, escolheria a primeira hipótese. Mas a vida é uma caixa de surpresas e o que contém dentro, se for câncer, dá para qualquer um de nós se arriscar a saber com antecedência, mas se formos pegos de surpresa no caminho o tratamento é para guerreiros e além do tratamento a pessoa tem que querer desviar a dona morte conversando com outras pessoas sobre a indesejável adiando essa visita para muitos anos além. Se você não falar da morte ela não vai embora por isso.
Acreditar em algo opera milagres inimagináveis, mas sabemos que nem sempre funciona, por isso, sugiro que assistam ao filme com atenção e carinho.
-
Outra questão bem explorada no filme é a vida conjugal (não vou entrar em detalhes.)

Recomendo esse filme para pessoas que tenham o DNA marcado por esse horror e para os familiares. Se em alguma página da web a crítica for um pouco negativa é porque foi feita por alguém com pouca noção da realidade. O filme é real, forte e recomendo para todas as idades.
-
O Ph da piscina tem que estar la pelos 7,5. é o Ph das lágrimas.
-
Mesmo se os genes se misturem quando formos concebidos, alguns indicadores permanecem, se encontrarmos os indicadores estamos perto de achar o gene.

-
O amor é como o DNA não sabemos suas predisposições.
-
Quem procura acha e dificilmente gosta do que acha.
-
Ozymandias Productions.
Distribuição Califórnia Filmes.
Media House Capital & Mc Donald Films.
Samantha Morton no papel de Anie Parker
- Em memória Dr. Don Rix - http://www.bcmj.org/good-guys/don-rix-remembered - e outros.
------------Filme nota 10 (parte do aqui colocado é comentário meu, parte são frases que copiei durante a exibição do filme).
Postar um comentário