quarta-feira, 9 de março de 2011

Filme LENDAS DA VIDA - The Legend of Bagger Vance - ano 2000

(Palavras digitas em azul são cópia fiel do que foi dito no filme).


Grandes filmes são escritos por grandes mestres. Um filme imperdível para os pensadores.
A seguir vou digitar a fala de Januh aos 23min40s em uma cena na taberna, quando indagado
por Hardy  sobre o porque das pessoas beberem:

-E a resposta tem haver com as células cerebrais. Isso mesmo. 
Cada dose de álcool ingerido mata mil células cerebrais. Mas isso não importa... temos bilhões mais.
Primeiro morrem as células da tristeza e você sorri muito. Aí, morrem as células do silêncio e você fala alto sem motivo.
Tudo bem, pois as células da burrice vão em seguida... e tudo que se diz é muito inteligente.
E, afinal... vão se as células da memória. Essas são mais difíceis de matar!
"Moral da história: -Se a pessoa  bebe para esquecer, é melhor esquecer de beber".


Em outra parte do filme lembrei de um debate que faço comigo mesma, ou seja: Dizem que devemos seguir em frente, ser nós mesmos, atingir nossa meta e deixar fluir nossos dons. No entanto aprendi que nesse caminho há muitos obstáculos e são os outros que vão decidir nossas vidas,  sempre nos jogando para outro caminho que não é o nosso swing.  Parabéns àqueles que furaram os obstáculos. Para realizarmos nossos dons precisamos de duas coisas: CORAGEM e PASSAGEM LIVRE. (Mas... nem todos pensam assim).
A seguir vou digitar a fala de Bagger Vance na parte do filme que me fez pensar no meu destino, no teu destino, no nosso destino.

-Dentro de cada um de nós existe um swing(dom) verdadeiro e autêntico. Algo com que se nasce, algo que é nosso, e só nosso. Algo que não se pode nem ensinar, nem aprender. Algo que tem de ser lembrado. Com o tempo o mundo pode nos roubar esse swing... e nos enterrar embaixo... de todos os "se", "iria" "seria" e "poderia" ou seria se fosse. Tem gente que até esquece de como era seu swing.


As letras em azul é fala do filme,
se não...
by Mar
Postar um comentário