sábado, 21 de maio de 2011

Tiros em Columbine (Bowling for Columbine)

Observação inicial: -Em rubro são frases do documentário. Em azul, é a minha opinião.
Um documentário feito em 2002 por Michael Moore.
Minha opinião resumida do documentário é a seguinte: 
-Se você assistir até a metade você se arma. Se assistir até o final, nunca mais assistirá Datena nem tampouco os jornais da TV. 
Qualquer leigo sabe que a mídia faz o povo. 
Sabemos que a cultura do medo é responsabilidade do governo de cada país. 
Quanto mais medo existe numa nação, mais corruptos são os políticos.  
Se o crime de pedofilia(por exemplo) aumentou, é culpa da mídia. Muitos humanos que jamais pensaram nisso, passaram a pensar porque a mídia divulgou. 
O que é da polícia deveria ficar com a polícia. 
Deveriam divulgar mais nossos heróis que  arriscam a vida  cumprindo o dever e divulgar menos os atos de vandalismo. Daí teríamos mais heróis e menos marginais.
-----
Sobre o documentário Tiros em Columbine, vou transcrever abaixo alguns trechos.
-Um comediante americano falando: -Não precisam controlar as armas. Precisam controlar a munição!  Acho que uma bala devia custar 5 mil dólares. US$ 5 mil por bala sabem por quê? -Se uma bala custasse US$ mil, não matariam pessoas inocentes. Quando alguém levasse um tiro diriam: "Ele deve ter merecido", Caramba! Meteram US$ 50 mil em balas no rabo dele! -Todos iriam pensar antes de atirar se uma bala custasse US$ 5 mil. -Alguém diria: -Cara, eu estouraria seus miolos se tivesse grana! Vou procurar outro emprego, começar a guardar dinheiro e vou te tirar do mapa. Reze para que eu não consiga pagar a prestação da bala.
É isso aí gente, uma bala deveria custar 5 mil dólares, daí analisaríamos nossos instintos e quem sabe passaríamos a ser seres pensantes, afinal... fomos projetados para pensar coisas construtivas.
-Em outra parte do documentário : -Lembram do bug de 2000? Quando todos diziam estarmos em colapso pois haviam esquecido de digitar alguns números no computador? Dizendo que haveria caos geral. Era para aquecer a venda de geradores, baterias, lanternas etc nos Estados Unidos e o comércio em geral faturou muito com isso, inclusive no Brasil.  E as tais abelhas assassinas que iriam atacar os EUA ?  -Nunca existiram! Era só para alimentar o medo porque uma nação má governada precisa que seu povo sinta muito, muito medo! -Um em cada 5 americanos sofre de algum tipo de distúrbio mental. Penso que o Brasil está quase empatando se já não empatou.
A maioria dos Afro-americanos é contra a posse de armas. É sabido que o homem branco é quem diz sim ao armamento.
Nos países onde o medo impera,  se a taxa de criminalidade cair o medo vai subir do mesmo jeito.
Michael Moore fala no documentário que a cidade de Windsor  no Canadá, com mais de 400 mil habitantes, é um lugar onde não existem assassinatos. Lá não se travam as portas das residências. O motivo da inexistência de criminalidade no Canadá é devido aos noticiários da TV onde os políticos discursam sobe o seguro saúde, dão apoio financeiro e benefícios dos impostos. Lá se alguém fica doente tem direitos e cuidados médicos. Lá a vida humana tem valor. A propósito, quanto vale uma vida de um humano  num país como o Brasil ou Estados Unidos? - Pensou? -Acertou! -Nada!
" Se as armas dessem segurança às pessoas os EUA seria um dos países mais seguros do mundo".
(By Mar)
Postar um comentário